Programação “João Simões Lopes Neto: ontem, hoje e sempre – Biênio Simoniano 2015/2016”

“João Simões Lopes Neto: ontem, hoje e sempre – Biênio Simoniano 2015/2016”. Este é o título da série de atividades da Secretaria de Estado da Cultura (Sedac), por meio do Memorial do Rio Grande do Sul e do Instituto Estadual do Livro (IEL), que marca os 150 anos de nascimento (9 de março de 1865) e os 100 anos de morte (14 de junho de 1916) de Simões Lopes Neto.

 A abertura oficial acontece no dia 9 de março, aniversário do escritor, às 18h30, no auditório do Memorial, com apresentação musical do espetáculo Zaoris, baseado em lendas e contos de Simões, e a exposição “Tempos e lugares de João Simões Lopes Neto”. A mostra reunirá peças do acervo do Arquivo Histórico do Rio Grande do Sul, Museu de Arte do Rio Grande do Sul, Instituto Simões Lopes Neto, grupo Aflecha e da artista Laura Castilhos.
 Nascido em Pelotas, Simões Lopes Neto é considerado por estudiosos e críticos como o maior autor regionalista do Rio Grande do Sul. Ele buscou, em sua produção literária, valorizar a história do gaúcho e suas tradições. Pela importância dessas datas, a Secretaria de Estado da Cultura, em parceria com a Prefeitura de Pelotas e o Instituto Simões Lopes Neto, criou o projeto que deu origem ao decreto do Biênio Comemorativo, assinado em 2 março de 2015 pelo governador José Ivo Sartori.
 O evento é coordenado por Débora Mutter e a exposição tem curadoria de Rejane Penna, servidoras do Memorial RS e do AHRGS, respectivamente. “Simões Lopes Neto é muito mais conhecido do que lido e debatido em nosso meio cultural. Instituições voltadas à história e à memória cultural têm a missão de resguardar e revitalizar a memória de personalidades consagradas como marcos nos diversos ambientes da cultura”, explica Débora.
 As atividades  em homenagem ao Biênio Simoniano  são abertas ao público gratuitamente e não é necessária inscrição prévia. Será fornecido certificado de 30h mediante 75% de presença  nas atividades oferecidas àqueles que se inscreverem no  link  http://goo.gl/forms/jTbNFGfYY8
 O evento tem o apoio do Instituto João Simões Lopes Neto, da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Universidade Luterana do Brasil (Ulbra), Universidade de Caxias do Sul (UCS), Unisinos, Uniritter e Unilasalle, Santander Cultural, Transe Filmes e Cinematográfica Pampeana. O material de divulgação foi produzido pela designer gráfico Beatriz Motta.
 Escolas poderão agendar visitas guiadas à exposição e ida à peça teatral Historietas (esta última no dia 14 de junho) pelos telefones 32247159 ou 32270882.
 
Programação:
9 de março
11h: Romaria ao túmulo do escritor
Local: Cemitério São Francisco de Paula, em Pelotas 
18h 30min: Abertura Oficial do evento “João Simões Lopes Neto: ontem, hoje e sempre”, com músicas do espetáculo Zaoris, baseadas em lendas e contos de Simões. Abertura da exposição “Tempos e lugares de João Simões Lopes Neto”.
Local: Auditório do Memorial RS
10 de março 
18h 30min: Mesa-redonda “Regionalidade e Universalidade em Simões Lopes Neto” com o escritor Aldyr Schlee e os professores Regina Zilberman (UFRGS) e João Cláudio Arendt (UCS)
Local: Auditório do Memorial RS
16 de março
18h 30min: Sessão comentada do curta-metragem “Jogo do Osso”, do diretor Henrique Freitas Lima, com os professores Regina Silveira (UNIRITTER) e Guto Leite (UFRGS)
Local: Santander Cultural
30 de março
18h 30min: Sessão comentada de curta-metragem “No manantial”, do diretor Henrique Freitas Lima, com a escritora Simone Sauressig e a professora Heloísa Neto (UFRGS)
Local: Santander Cultural
13 de abril
18h:
 Sessão comentada do documentário “Blau Nunes, o vaqueano”, com o diretor André Costantin, a diretora do Instituto Estadual do Livro, Patrícia Langlois e o fotógrafo Gilberto Perin
Local: Santander Cultural
11 de maio
18h 30min: Sessão comentada do curta-metragem “O Contrabandista”, do diretor Henrique Freitas Lima, com as professoras Eliana Pristch (UNISINOS) e Renata Gomes (UNILASALLE)
Local: Santander Cultural
25 de maio 
18h 30min: Sessão comentada do curta-metragem “Os cabelos da china”, do diretor Henrique Freitas Lima, com o escritor Cícero Galeno Lopes e a professora Maria Alice da Silva Braga (ULBRA)
Local: Santander Cultural
7 de junho
18h 30min: Palestra “Ilustrando as Lendas do Sul: visualidades poéticas a partir dos textos de Simões Lopes Neto”, com artista plástica, escritora e ilustradora Paula Mastroberti
Local: Auditório do Memorial RS
10 de junho
18h30min: Mesa-redonda “Identidade e atualidade em Simões Lopes Neto”, com a professora Maria Eunice Moreira (PUCRS) e os escritores Luiz Antônio de Assis Brasil (PUCRS) e Luís Augusto Fischer (UFRGS)
Local: Auditório do Memorial RS
14 de junho
10h e 14h30min: Apresentação da peça teatral infanto-juvenil “Historietas”. A montagem, livremente inspirada na obrado escritor João Simões Lopes Neto, propõe um mergulho no universo fantástico e pampeano através de uma encenação na qual o jogo teatral assume seu estado mais puro.
 O narrador é um velho capataz de Estância. Tal qual um Blau Nunes, um Romualdo – personagens da obra de Simões – ele conta ao público lembranças de Mayo e Janaina: dois irmãos adolescentes que, em férias, vão visitar a Estância da sua família, localizada no interior do Estado.
Endereços:Memorial RS: Rua Sete de Setembro, 1020 – Centro Histórico – Porto Alegre
 Santander Cultural: Rua Sete de Setembro, 1028 – Centro Histórico – Porto Alegre